terça-feira, maio 21, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
InícioAssembleia Legislativa do ParanáTiago Amaral é chamado de prefeito em feira agropecuária de Londrina

Tiago Amaral é chamado de prefeito em feira agropecuária de Londrina

spot_img

O prefeiturável foi ao Parque de Exposições Ney Braga para se encontrar de um encontro sobre segurança nas áreas rurais de Londrina, durante a Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina, ao chegar no evento, populares chegaram para tirar “selfies” e o minaram chamando-o de futuro prefeito da segunda maior cidade do Paraná.

Pacientemente o deputado estadual atendeu todos os pedidos e quase se atrasou para a reunião com lideranças e produtores rurais da região de Londrina.

Tiago Amaral, que é produtor rural e membro da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Paraná, convidou representantes da Polícia Civil, Polícia Militar, Conseg Rural, Sindicato Rural Patronal e produtores de Londrina e região. A reunião fez parte da Assembleia Itinerante, evento de interiorização do Legislativo paranaense.

“A preocupação é com os furtos e também com a violência contra produtores e suas famílias. Os índices têm diminuído, com prisões de quadrilhas inteiras. O que nós queremos é promover uma integração maior, para trazer mais segurança a quem vive na área rural”, explica o deputado Tiago Amaral.

Atuação das Polícias Civil e Militar

O delegado Ernandes Alves, do 6º Distrito Policial de Londrina, que atua nas áreas rurais da cidade e de Tamarana, fez um balanço das ações realizadas pela Polícia Civil. Desde 2019, o número de ocorrências vem caindo, graças a 28 operações realizadas, desmanchando quadrilhas que agiam com violência. O delegado orientou sobre medidas de proteção às propriedades e cuidados na hora de contratar funcionários e fez uma recomendação: “Eu oriento as vítimas a sempre prestar queixa, mesmo em casos de furtos menores. Tragam a informação, para que a Polícia Civil possa investigar”.

O major Elio Boing, comandante do 30º Batalhão de Polícia Militar, também ressaltou a importância de qualquer ocorrência ser reportada ao telefone 190: “Essa informação tem que chegar para nós, para termos o conhecimento do que acontece e saber se é necessário aumentar equipes ou tomar providências diferentes”. O 30º BPM foi criado há dois anos, após um forte trabalho de articulação do deputado estadual Tiago Amaral. O Batalhão atua na Zona Norte de Londrina e em seis municípios da região e tem 4 equipes da Patrulha Rural.

O comandante do 5º Batalhão, Major Ricardo Eguedis, explicou como é a atuação da Patrulha Rural: “A Patrulha usa a doutrina do policiamento de proximidade, trocando informações com as pessoas, olho no olho e por meio de grupos no Whatsapp”. Segundo Eguedis, este ano ainda não foram registrados roubos a propriedades rurais na área do 5º BPM, que tem 6 equipes da Patrulha Rural, percorrendo todo mês mais de 20 mil quilômetros pelas estradas rurais de Londrina e Tamarana.

Iniciativas

A reunião debateu estratégias contra roubos e furtos. O presidente do Conselho Comunitário de Segurança Rural Sul de Londrina e Tamarana, Paulo Hara, disse que a entidade está liderando a instalação de um poste inteligente, que vai funcionar nos mesmos moldes dos totens da Guarda Municipal de Londrina, monitorando o movimento nas áreas rurais, com alertas em tempo real diante de suspeitas.

O secretário estadual de Agricultura, Norberto Ortigara, ressaltou na reunião que a secretaria tem um relacionamento direto com a área de segurança pública, para coibir ilícitos como furto de gado e de máquinas, além de invasões de propriedades.

Já o vereador Giovani Mattos (PSD), vice-presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara Municipal de Londrina, disse que tem cobrado a manutenção das estradas rurais e o aumento no número de guardas municipais, para dar apoio à Patrulha Rural.

A criação de uma delegacia da Polícia Civil especializada nas áreas rurais foi sugerida por Edson Dornellas, presidente do Sindicato Rural Patronal de Londrina.

A ideia foi prontamente apoiada pelo deputado Tiago Amaral, que apontou ainda outros encaminhamentos: “O que a gente traz de prático dessa reunião é o compromisso de agir em cima dos receptadores, implementar uma política pública de cadastramento de equipamentos e rastreabilidade de animais e buscar uma maior integração com as forças de segurança de outros estados, tudo para dar garantir mais tranquilidade ao agro, que move a economia de Londrina e do Paraná”. 

Notícias Relacionadas

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Notícias Recentes

- Advertisment -