segunda-feira, abril 15, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
InícioPolítica NacionalNanicos terão competividade com as novas regras das sobras eleitorais

Nanicos terão competividade com as novas regras das sobras eleitorais

spot_img

O Supremo Tribunal Federal (STF) mudou o entendimento para a distribuição de vagas das sobras eleitorais em vigor na eleição de 2022 e derrubaram as cláusulas aprovadas em 2021 que exigiam um percentual mínimo de votação para os candidatos concorrentes ao legislativo e que ameaçavam os partidos nanicos de extinção, violando o pluralismo político.

Na eleição de 2022 a definição da divisão das sobras era distribuída para os partidos que tivessem alcançado no mínimo 80% do índice do quociente eleitoral, tendo o concorrente alcançado pelo menos 20% desse número para garantir a vaga.

Os presidentes nacionais dos partidos reclamaram da imposição da Justiça e agora a decisão volta a democratizar a definição das vagas.

As pequenas legendas agora irão concorrer com os grandes nas sobras eleitorais, levando em consideração as maiores sobras, no sistema escadinha, da maior sobra para a menor, o que deverá levar a modificações na estratégia do PSD de Curitiba de concentrar vereadores com maior apelo eleitoral no partido.   

Na última eleição vários candidatos perderam cadeiras na Câmara Federal e nas Assembleias Legislativas pela regra de limitação, agora, as siglas maiores não irão sufocar as menores.

Notícias Relacionadas

3 COMENTÁRIOS

  1. Tenho certeza que partidos como o Agir, PRTB, DC e outros, terão representatividade na Câmara de Curitiba

  2. Plarsrismo político é uma farsa e jogada pra manter na base do dinheiro público entes que nem deveriam existir na verdade. Servindo apenas de barriga de aluguel para espertalhões que buscam se eleger pelo baixo coeficiente eleitoral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Notícias Recentes

- Advertisment -