Greca tenta entender decisão do STJ sobre improbidade que o atinge

Prefeitura de Curitiba. (Foto: Luiz Costa/SMCS)

Aroldo Murá conta que na semana que passou, a “tenda jurídica” da Prefeitura de Curitiba, movida por preocupações do alcaide Greca de Macedo, debruçou-se sobre recente decisão do STJ que estabeleceu: a condenação a perda de cargo em caso de improbidade administrativa implica “perda do direito de ocupar cargo público”.

A finalidade é banir da administração o agente ímprobo a partir do trânsito em julgado da ação condenatória.

SITUAÇÕES IRREGULARES

Por que, afinal, o alcaide Greca de Macedo estaria tão preocupado com o assunto, a ponto de movimentar seus luminares na área jurídica, aquele grupo de advogados com altos cargo na Prefeitura, pessoal que  já cuidou da “tenda jurídica” de sua campanha eleitoral anterior?

Ocorre que Greca nomeou para certos cargos em comissão pessoas condenadas pelo TJPR por improbidade. Sabe que isso poderá ser uma das tantas brechas de sua administração,  e  que os opositores vão explorar mais cedo ou mais tarde, na campanha que ser avizinha…

A condenação à perda do cargo em casos de improbidade administrativa não atinge apenas a função ocupada durante o cometimento dos atos ilegais.

Em vez disso, implica em perda de direito de ocupar cargo público, tendo como função banir da administração o agente ímprobo a partir do trânsito em julgado da ação condenatória.

Ministro Herman Benjamin classificou punição como “repelente” para eventuais cargos públicos que possam ser ocupados.

11 COMENTÁRIOS

  1. Nada vai acontecer ,pois, há está acertado uma secretaria para o filho do presidente do TJ na próxima gestão. Alguém tem dúvida q isso não vai dar em nada?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here