segunda-feira, julho 22, 2024
spot_img
spot_img
InícioAssembleia Legislativa do ParanáA noiva disputada, o genro ideal e os casamentos possíveis

A noiva disputada, o genro ideal e os casamentos possíveis

spot_img

A figura do pré-candidato à prefeitura de Curitiba Eduardo Pimentel (PSD) costume ser associada ao “genro que toda sogra gostaria de ter”: bom moço, educado, boa pinta, simpático, afável…

Com as especulações correndo soltas um ano antes do pleito municipal do ano que vem, a figura da noiva cobiçada, por sua vez, parece colar cada vez mais na deputada estadual Márcia Huçulak (PSD).

Campeã geral de votos para o cargo na capital, capilaridade em toda a cidade e gestora tarimbada, Márcia Huçulak é considerada em várias frentes como a “vice dos sonhos”, embora venham crescendo os bochichos para tê-la na cabeça de chapa – com estímulo de gente graúda e adesão já identificada na base do funcionalismo municipal.

Na semana passada, Ney Leprevost (UB foi direto ao ponto numa roda de conversa na Assembleia Legislativa do Parana: quer Márcia Huçulak “para ajudar a tocar a prefeitura” junto com ele, pré-candidato a prefeito em virtual oposição à candidatura de Eduardo Pimentel, que tem apoio do prefeito Rafael Greca e do governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD).

A deputada, no entanto, é do grupo do PSD, de Eduardo Pimentel e Rafael Greca.

Chapa pura seria um empecilho, que a janela para troca de partidos no ano que vem pode mostrar a solução.

O Podemos também já acenou para Márcia, viabilizando composição com Eduardo Pimentel. Outra possibilidade seria o Republicanos.

Piscadelas para ex-secretária de saúde vêm também da esquerda, que tem o ex-prefeito Luciano Ducci (PSB), próximo de Márcia Huçulak, entre os pré-candidatos. Possibilidade essa, mais remota.

Depois de quase 36 anos no serviço público, Márcia Huçulak está na primeira legislatura na Assembleia Legislativa do Paraná.

Percorre os corredores do poder com desenvoltura cada vez maior e demonstra fôlego para ampliar seu capital político.

O ano de 2024 deve mostrar se Marcia Huçulak encaixar na disputa pelo Palácio 29 de Março.

Notícias Relacionadas

4 COMENTÁRIOS

  1. Márcia nunca deveria ter sido eleita… só votou nela quem não usa o SUS Curitibano…foi uma secretária horrível tanto com os servidores da saúde quanto com os usuários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img
spot_img
spot_img

Notícias Recentes

- Advertisment -