Quatro hospitais de Curitiba com as UTIs lotadas

Santa Casa de Curitiba (Foto: divulgação)

No início da pandemia de coronavírus, o prefeito Rafael Greca (DEM) fez troça da doença e disse que a secretária da Saúde Márcia Huçulak iria matar o vírus, o que não aconteceu, a situação só piorou e Curitiba é a cidade do Paraná com mais casos.

Desde março Greca poderia ter preparado a infraestrutura para conter o crescimento do vírus, mas o mais marcante que ele fez foi ajudar o transporte coletivo com até R$ 200 milhões.

Como não fez o dever de casa, tudo indica que nem comprou respiradores, os hospitais Cruz Vermelha, Erasto Gaertner, Santa Casa e Evangélico Mackenzie chegaram aos 100% dos leitos exclusivos de UTI reservados para Covid-19, lotados.

Recentemente Greca disse que a capital do Paraná tinha 1080 leitos de UTIs, o que parece não corresponder a realidade.

7 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here