Eleição de 2020 aponta para campanha virtual

Gustavo Fruet (Foto: Carlos Costa/CMC)

Os pré-candidatos a prefeito de Curitiba preveem uma campanha virtual, remota, centrada nas redes sociais e com pouco ou nenhum contato direto com os eleitores. “A campanha, para quem está fora (do poder) vai depender muito mais da rede de voluntariado do que da estrutura”, diz o deputado e ex-prefeito Gustavo Fruet (PDT) para o jornalista Ivan Santos no Bem Paraná. “Acho que tem que ter o financiamento público. Mas é uma batalha de comunicação perdida”, admite ele.

“É desesperador um partido político ou um candidato lançar, no meio de uma pandemia que as pessoas estão quebrando, pedindo cesta básica para se alimentar, uma captação de recursos. Descabido totalmente”, diz o deputado Delegado Francischini (PSL).

“Pela crise, vai ser muito difícil arrecadar recursos para campanha. O que vai salvar é o fundo eleitoral, até porque a gente não tem outra alternativa”, avalia o ex-prefeito de Pinhais e deputado Luizão Goulart (Republicanos).

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here