Tecpar firma parcerias para fortalecer ambiente de inovação

(Foto: AEN)

Com foco no fortalecimento do ambiente de inovação no Estado, o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) consolidou em 2019 parcerias estratégicas para a atração de novos negócios e apoio ao setor produtivo. Os projetos contemplam áreas como energias renováveis, empreendedorismo inovador, fortalecimento da pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias.

Foram firmados acordos de cooperação com instituições públicas e privadas, como o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-PR), o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e a Paraná Invest. Na área de pesquisa, as parcerias foram com a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e a Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Segundo o diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado, as ações seguem a determinação do Governo do Estado, para estimular a união da produção científica das universidades com inciativas de organizações dos setores público e privado, em favor de uma agenda que gere soluções mais eficientes e inovadoras.

“Ao longo de seus quase 80 anos, o Tecpar participou de projetos inovadores com o setor público e privado, cumprindo sua missão de atuar em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação e na Produção e Soluções Tecnológicas que agreguem valor aos nossos clientes e à sociedade”, enfatiza Calado. “Atuamos neste ano com um foco claro: construir projetos que gerem novos negócios no Paraná, com criação de empregos de alto impacto.”

PARCERIAS – Em 2019, o Senai-PR e a Invest Paraná se tornaram parceiras do Tecpar em ações conjuntas para impulsionar o ambiente de negócios no estado. O acordo assinado com o Senai-PR busca trazer mais eficiência na aplicação dos recursos destinados ao apoio e ao desenvolvimento dos negócios incubados e acelerados.

As instituições se comprometem a compartilhar infraestrutura física e tecnológica, oferecendo condições para o desenvolvimento dos negócios das empresas incubadas do Tecpar e aceleradas do Senai.

Na parceria com a Invest Paraná, o foco é fortalecer a atração de empresas de base tecnológica para o estado. O objetivo é somar esforços entre as duas instituições para atrair investimentos ao Estado, com oportunidades para empresas paranaenses e para aquelas que querem se instalar no Paraná.

O Tecpar também uniu forças com a Universidade Estadual de Maringá para fortalecer a pesquisa e o desenvolvimento de soluções tecnológicas. A parceria permite aglutinar o potencial científico produzido pela UEM e os especialistas do instituto e fazer chegar ao setor produtivo as inovações desenvolvidas na academia.

CERTIFICAÇÃO – Em agosto, o Tecpar Certificação chegou à marca de 15 mil auditorias realizadas em 22 anos de atuação — 1.271 delas feitas em 2019. Estas avaliações fazem parte do processo de certificação de sistema de gestão da qualidade de empresas de todo o Brasil.

Atualmente a unidade conta com 1.078 clientes ativos, sendo que a maioria deles mantém contratos contínuos com registro de até duas décadas de relacionamento.

Neste ano, o Tecpar emitiu sua primeira certificação ISSO 45001, de Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional, que permite gerenciar os perigos e oportunidades relacionadas à saúde e segurança do trabalhador.

O instituto também certificou a primeira transportadora do Estado de São Paulo a conquistar a ISO 39001:2015, normativa internacional que busca reduzir as mortes e lesões graves relacionadas a acidentes de trânsito.

INCUBADORA – A Incubadora Tecnológica do Tecpar (Intec) completou 30 anos em 2019 e recebeu o certificado do Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (Cerne), nível 2. O reconhecimento atesta que a incubadora tem uma gestão efetiva, focada em resultados.

Um levantamento identificou que a cada 10 empresas graduadas pela Intec, seis continuam ativas no mercado. São empresas de diversos segmentos e portes que nasceram, cresceram e se estabeleceram com o apoio da incubadora. Neste ano, a Intec recebeu três novas startups, das áreas da saúde, de energias renováveis e de cosméticos orgânicos.

Para dar apoio a empreendimentos instalados na Intec, o Tecpar e o BRDE firmaram uma parceria inédita: os incubados terão acesso prioritário ao Programa de Fomento à Inovação – BRDE Inova, que tem como objetivo fortalecer a atuação do banco no segmento de inovação.

PRODUÇÃO – Na área de saúde animal, a novidade de 2019 foi a conclusão do Estudo de Viabilidade Técnica e Financeira para construir um novo Laboratório de Produção de Insumos para Diagnóstico Veterinário. A unidade terá capacidade produtiva de 40 milhões de doses de sete produtos voltados ao diagnóstico de tuberculose, brucelose e leucose em rebanhos bovinos, suínos e ovinos.

A previsão é que em dois anos sejam iniciados os testes de produção da unidade, que será viabilizada com investimento inicial de R$ 15,4 milhões do Fundo Paraná.

Também neste ano, o Parque Tecnológico da Saúde do Tecpar foi credenciado como um dos 18 parques tecnológicos do Paraná, e poderá acessar recursos estaduais.

SERVIÇOS – Em 2019, o Centro de Tecnologia de Materiais do Tecpar realizou aproximadamente 25 mil ensaios tecnológicos. Entre os clientes está a Spacecom, maior empresa de monitoramento de sentenciados da América Latina, que utiliza os serviços de avaliação de conformidade do instituto há dez anos.

O Tecpar também contribuiu com novos empreendimentos como o de André Guetter Camargo, empresário que conseguiu validar a resistência de seu produto nos laboratórios do Tecpar e descobrir novos nichos de mercado para a sua invenção.

Por meio do contrato com Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar), o Tecpar continuará analisando a qualidade da alimentação escolar fornecida para escolas estaduais. O serviço, prestado há sete anos, já analisou cerca de 2,4 mil amostras de alimentos.

Com o contrato, o Governo do Estado garante que as mais de 900 mil refeições servidas diariamente nos quase 2,3 mil estabelecimentos de ensino sejam de qualidade.

INOVAÇÃO – Foi lançado em 2019 o programa de Living Lab, que vai transformar o câmpus CIC em um ecossistema de inovação aberto. O objetivo é usar o espaço como um laboratório a céu aberto para testar ideias de serviços ou produtos tecnológicos e avaliar a sua eficiência.

O chamamento público de propostas para receber equipamentos para testes, a fim de estruturar o ecossistema de inovação aberta, está aberto até o dia 22 de janeiro de 2020.

SUSTENTABILIDADE – O Tecpar se comprometeu com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), e instituiu um Grupo de Trabalho para atender ao Programa Paraná de Olho nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Em novembro, foi lançado o programa “Tecpar nos ODS”, com foco no planejamento, execução e monitoramento de políticas públicas para o desenvolvimento sustentável da empresa e do Estado. (AEN)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here