Assembleia premia projetos que melhoram as cidades do Paraná

Ademar Traiano e Claudio Eberard (Foto: Nani Gois/Alep)

O Plano de Recuperação de Curitiba foi o vencedor da VII edição do Prêmio Gestor Público Paraná (PGP/PR), evento que aconteceu na noite desta terça-feira (12) no Plenário da Assembleia Legislativa do Paraná com organização do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep). Criado em 2013, a premiação é um reconhecimento aos gestores que produziram projetos que melhoraram as cidades do Paraná. Este ano, 79 municípios paranaenses enviaram 208 projetos com o tema “Urbanismo: planejar o município é melhorar a vida”.

“É um evento de que a Assembleia é parceira, juntamente com o Sindafep. Anualmente escolhem-se os melhores projetos elaborados pelas administrações municipais e premiam-se os melhores gestores. É a consagração do trabalho das equipes em todo Paraná. São projetos que melhoraram as cidades do Paraná”, declarou o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB) que entregou o certificado de reconhecimento ao prefeito de Santa Terezinha de Itaipu, Claudio Eberard, pelo bem-sucedido projeto de revitalização e modernização do terminal turístico.

Para o primeiro secretário da Assembleia, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), “o prêmio parte de uma seleção muito rigorosa sobre as iniciativas inscritas para que se dê visibilidade aos bons gestores. Este ano o tema envolve planejamento urbano e outras práticas, como a área rural e de gestão. São projetos inovadores e destacados, merecedores do nosso reconhecimento”.

“Foram premiadas mais de 50 prefeituras com projetos de excelência que estão em execução, aprovados e testados pela população e estarão à disposição de todos os munícipios do país para serem replicados”, afirmou o presidente do Sindafep, Wanderci Polaquini. “O prêmio cria um círculo virtuoso  em que as prefeituras cedem às demais ideais inovadoras que já estão aprovadas em suas cidades. É a principal ação de cidadania do sindicato e imaginamos que ele vá transformar o Paraná no futuro”, destacou.

Com apenas um projeto inscrito e selecionado, a capital paranaense foi a vencedora da VII edição do Prêmio Gestor Público Paraná. O Plano de Recuperação de Curitiba, iniciativa que, de acordo com o representante do prefeito Rafael Greca, secretário Vitor Acir Puppi Stanislawczuk, “recuperou a credibilidade e as finanças da cidade a partir de 2017”. Tínhamos uma situação muito difícil, com um déficit de R$ 2,2 bilhões, o que mesmo para uma cidade grande como Curitiba é muito grande, quase um terço do orçamento do município. Conseguimos com muito trabalho e as medidas do plano retomar o equilíbrio, o que nos trouxe a esta premiação”, explicou.

Dos 208 projetos selecionados, 52 foram premiados com menções honrosas, certificados de reconhecimento e troféu em Tecnologia e Inovação, Urbanismo e Melhor do Ano. As homenagens foram concedidas pelos deputados que representam os municípios e suas regiões.

Segundo o prefeito de Santa Terezinha de Itaipu, Claudio Eberhard, o Prêmio Gestor Público Paraná é um estímulo para as ações municipais. Com o projeto de revitalização e modernização do terminal turístico, ele destacou o desenvolvimento regional. “Visa atrair o turista que visita Foz do Iguaçu a passar um dia a mais em nossa região. Ainda concorremos com um projeto que usa plantas medicinais como medicina alternativa aos nossos pacientes. É inovador”, explicou.

Para o prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, que concorreu com o projeto “Sementinhas do Saber”, que incentiva o plantio de hortas nos Centros Municipais de Educação Infantil, o prêmio é um grande incentivo. “Foi grande a adesão das crianças na plantação e consumo de vegetais”, afirmou.

O prefeito Marquinhos, de Piraquara, representou o município com o projeto “Piraquara 1 DOC”, que desburocratiza os serviços municipais. “Hoje o cidadão faz seus pedido e solicitações pelo celular. O que gastamos para desenvolver este programa já economizamos em papel e as respostas aos contribuintes são dadas em minutos. Cuidar de uma cidade é inovar com ações que facilitem a vida do cidadão”, explicou.

A Prefeita Beti Pavin, de Colombo, representou projetos nas áreas de saúde e de agricultura. “São trabalhos desenvolvidos pelos nossos servidores públicos municipais que tem o reconhecimento em nível de estado. Está de parabéns a nossa equipe que se empenha para dar a melhor qualidade de vida aos cidadãos. Esta premiação eleva a qualidade dos serviços e mostra que há muita coisa de qualidade no Paraná”, disse.

Delegado Caique, prefeito de Paranavaí, defendeu o projeto de reconhecimento facial nas escolas da rede publica municipal. “Toda criança passa pelo reconhecimento logo na entrada da escola, o que acusa sua presença. Se ela está ausente, os pais sabem na hora, além de facilitar a contagem para o serviço de merenda, que não é desperdiçada. Se uma criança falta seguidas vezes o Conselho Tutelar também é avisado”, contou.

O saneamento das contas municipais também foi a bandeira levada pelo prefeito Moacir Olivatti, de Nova Esperança. “Fizemos uma recuperação fiscal das nossas contas, tiramos as taxas do IPTU do município, reformamos o ISS e ITBI e zeramos as finanças em apenas sete meses. Hoje recebemos obras e aceitamos tudo que demande recursos próprios. Ano passado gastamos R$ 2 milhões livres de caixa, do próprio munícipio, em obras de ruas e recuperação de escolas”, falou.

Participaram do evento os deputados: Tercilio Turini, 2º vice-presidente da Assembleia; Hussein Bakri (PSD), líder do governo; Alexandre Curi (PSB); Arilson Chioratto (PT); Artagão Junior (PSB); Boca Aberta Junior (PROS); Coronel Lee (PSL); Delegado Jacovós (PL); Delegado Recalcatti (PSD); Delegado Fernando Martins (PSL); Do Carmo (PSL); Douglas Fabrício (PPS); Evandro Araújo (PSC); Francisco Burher (PSD); e Marcel Micheletto (PL). Na mesa de honra também: o assessor da governadoria, representando o governador Carlos Massa Ratinho Junior, Marcos Aurélio Souza Pereira; o desembargador Celso Jair Mainardi; o secretário municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento de Curitiba, Vitor Acir Puppi Stanislawczuk.

1 COMENTÁRIO

  1. Prêmio ou arranjos políticos pensando nas eleiçoes. Chega de bajulaçoes é obrigação fazer o que precisa ser feito . sao bem pagos e muito bem por tao pouco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here