Esquerda na América Latina desaba

Lula preso e processado, Dilma é questão de tempo e a bancada do PT encolheu tanto na Câmara Federal como no Senado; o PCdoB, o PPL, a Rede e o PSOL não conseguiram atingir o índice de votos suficientes para continuarem recebendo o Fundo Partidário.

Agora, na Venezuela, Nicolás Maduro que assumiu há algumas semanas, enfrenta a maior onda de protestos da história da América Latina, devido a carestia e a repressão da população.

Certamente a esquerda esqueceu de fazer a lição de casa e se omitiu em fazer julgamento dos erros do passado e agora está afundando na própria lama que acumulou nas últimas duas décadas.

A saída para toda essa zona ainda é uma matemática variável e deverá levar anos para ser assimilada e entendida, com baixas e caras feias de todos os lados.

No Paraná a esquerda agoniza, enquanto o ex-presidente Luiz Inácio da Silva (PT) mofa na superintendência da Polícia Federal, no bairro do Santa Cândida, em Curitiba, e com os poucos petistas se cansando de baterem continência para o outrora mito da esquerda brasileira.

Lula e Nicolás Maduro nos dias de glórias (Foto: divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here