terça-feira, junho 25, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
InícioEconomiaRodovias do Paraná recebem investimentos de R$ 1bi

Rodovias do Paraná recebem investimentos de R$ 1bi

spot_img

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), autarquia da Secretaria de Infraestrutura e Logística (SEIL), administra cerca de 1,19 mil quilômetros de rodovias estaduais nas regiões Sul, Centro-Sul, Vale do Ribeira, Litoral e Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Os trabalhos incluem execução de obras e também manutenção e conservação do pavimento e faixa de domínio.

A responsabilidade é da Superintendência Regional Leste (SRL), tema desta matéria, a quinta de uma série sobre as atividades das cinco superintendências regionais do DER/PR. As anteriores mostraram a atuação da  Oeste, Noroeste,Norte e Campos Gerais. No total, o departamento administra cerca de 12 mil km no Estado.

A SRLeste tem sede em Curitiba, e conta com dois escritórios regionais: Xisto, em São Mateus do Sul; e Médio Iguaçu, em União da Vitória. Ao todo, a regional é responsável por administrar um orçamento de cerca de R$ 1 bilhão.

As obras em andamento incluem a construção da Ponte de Guaratuba e seus acessos, que irá substituir a travessia por ferry boat na Baía de Guaratuba, no Litoral, e melhorar a integração do município à malha viária paranaense. Também está em andamento a duplicação da Rodovia dos Minérios (PR-092) entre Curitiba e Almirante Tamandaré, com previsão para ser concluída até setembro, e começando em breve a duplicação da mesma rodovia dentro do perímetro urbano de Almirante Tamandaré.

Devem ser finalizados nos próximos meses o novo viaduto na BR-376 em São José dos Pinhais, conhecido como Viaduto do Bradesco, e a duplicação da PR-412 no perímetro urbano em Matinhos, onde a rodovia tem a denominação de Avenida Juscelino Kubitschek. E foi contratada recentemente, agora em fase de elaboração de projetos, a pavimentação da PR-092 em Doutor Ulysses, com quase 12 quilômetros de novo pavimento devendo ser implantado a partir do segundo semestre, rumo a Cerro Azul.

CONSERVAÇÃO – Cerca de um terço do orçamento da Superintendência diz respeito à conservação e manutenção do pavimento, de vias rurais não pavimentadas e da faixa de domínio da malha estadual, que contempla serviços de remendos superficiais e profundos, reperfilagem, microrrevestimento, melhorias no sistema de drenagem e sinalização horizontal, roçada, limpeza e reparos em dispositivos de drenagem, limpeza e pintura de abrigos de parada de ônibus e de pontes, entre outros.

A superintendência conta também com um lote do Programa de Segurança Viária das Rodovias Estaduais do Paraná (Proseg Paraná), dedicado exclusivamente para melhorar a segurança e reduzir os acidentes na malha estadual. São realizados os serviços de implantação e reforço de sinalização horizontal, sinalização vertical e de dispositivos de segurança, conforme projetos de engenharia elaborados especificamente para cada trecho atendido.

Em outra frente para garantir mais segurança rodoviária, a regional conta com agentes de trânsito que utilizam radares portáteis nos pontos críticos de acidentes causados por excesso de velocidade. Opera também seis pontos de pesagem de veículos pesados nas rodovias com maior movimentação desta categoria.

Pelo programa de conservação e manutenção de obras de arte especiais (OAE) em rodovias estaduais, a SRLeste e seus escritórios já concluíram melhorias em 39 estruturas como pontes, viadutos e galerias, com um contrato ainda em andamento para reformar mais 9 OAEs. Essa iniciativa atendeu, inclusive, duas estruturas centenárias, a ponte metálica na PR-427 entre a Lapa e Campo do Tenente, e a ponte metálica na PR-411, em Morretes.

A SRLeste também atua com obras emergenciais em trechos atingidos por escorregamentos de terra e erosões causados pelas chuvas. Ela concluiu a obra de recuperação emergencial da Estrada da Graciosa (PR-410) no final do ano passado, após a rodovia ser atingida por vários escorregamentos de terra de grande porte, e atualmente está fazendo uma avaliação das encostas e taludes do trecho para identificar possíveis pontos críticos e elaborar projetos para solucioná-los.

No primeiro semestre de 2023 a superintendência fez a obra de recuperação emergencial do talude da BR-277 no km 39 e km 41, região da Serra do Mar, trecho atingido pelo escorregamento de rochas de grande porte. Os serviços exigiram a utilização de guindaste e bloqueio de uma das faixas de rolamento, para limpeza e retirada de materiais da encosta e instalação de telas metálicas de alta resistência para contenção.

E neste mês a SRLeste iniciou a obra emergencial de contenção e estabilização de taludes do Morro da Dona Mercedes na PRC-466 e da PRC-476 em União da Vitória, na região Sul, também atingido por escorregamento de materiais devidos às chuvas. Serão feitos os serviços de escavação de material e demolição com escavadeira equipada com ferramenta especial para rocha no retaludamento do morro, e protegido o pé do talude com geotêxtil, seguido pela execução de enrocamento e aplicação de concreto projetado, entre outros. A empresa executora dos serviços também vai fazer sondagens e ensaios geotécnicos, e elaborar os projetos de engenharia necessários.

GUINCHOS – A Superintendência encerrou as atividades de operação de tráfego rodoviário nas rodovias federais e estaduais do antigo Anel de Integração sob sua jurisdição, uma vez que todos estes trechos foram assumidos pela concessionária EPR Litoral Pioneiro. Eles incluíam o atendimento com guincho mecânico leve e pesado, inspeção de tráfego, apoio ao usuário, apoio ao Corpo de Bombeiros com caminhão-pipa, a retirada de animais soltos na pista e a remoção de carga espalhada.

Desde o início das atividades em março de 2022 até a concessionária entrar nos trechos, a partir do dia 28 de fevereiro deste ano, foram 21.688 atendimentos. Destes, 19.440 somente na BR-277, 1.242 na PR-508, 619 na PR-407, e 258 na PR-408. As demandas mais comuns foram pane mecânica, acidente sem vítima, pneu furado/danificado, pane elétrica, acidente com vítima, ressolagem de pneus na pista e obstáculos na pista.

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Notícias Recentes

- Advertisment -