sábado, abril 13, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
InícioEconomiaParaná foi o quarto estado que mais empregou em janeiro

Paraná foi o quarto estado que mais empregou em janeiro

spot_img

O Paraná se destacou como o quarto estado brasileiro com maior geração de empregos formais em janeiro. Segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego, foram criadas 20.198 novas vagas de trabalho no primeiro mês de 2024. Esse saldo é resultado da diferença entre os 166.747 trabalhadores admitidos e os 146.549 desligados de seus empregos durante o período. Com isso, o Paraná ficou atrás apenas de São Paulo (38.499), Santa Catarina (26.210) e Rio Grande do Sul (20.810).

Para se ter uma ideia da magnitude desse resultado, o saldo de empregos no Paraná em janeiro superou o total combinado de todos os estados das regiões Norte e Nordeste, que somaram 15.902 novas vagas de trabalho. O estado conta agora com 3.111.599 trabalhadores com carteira assinada, ficando atrás apenas de estados mais populosos.

Esses números representam o melhor desempenho do Paraná no Caged nos últimos 11 meses. Anteriormente, o melhor resultado havia sido registrado em fevereiro de 2023, com um saldo de 24.141 novas vagas de emprego. Com exceção de dezembro, quando todos os estados apresentam um saldo negativo devido aos desligamentos decorrentes do período pós-festas de fim de ano, o Paraná manteve resultados positivos em todos os meses de 2023. Em comparação com janeiro de 2023, o saldo de empregos no estado quase triplicou, passando de 7.210 para as atuais 20.198 vagas.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) destacou a relevância desses dados, ressaltando que o ano de 2024 começou de forma muito positiva para a economia do estado. Além dos dados do Caged, ele mencionou o crescimento em diversos setores, como indústria (1,9%), comércio (4%) e turismo (2%) em janeiro, bem como o recorde de exportações, que alcançaram US$ 1,82 bilhão em receitas. Ratinho Junior enfatizou ainda o tempo recorde de abertura de empresas e os investimentos do estado em infraestrutura, que projetam um ano promissor para a economia paranaense.

Nos últimos doze meses, o Paraná gerou um total de 100.205 novas carteiras assinadas, superando os números de Santa Catarina (71.767) e Rio Grande do Sul (56.738) no mesmo período. Além disso, o estado registrou o maior salário médio de admissão na região Sul em janeiro, totalizando R$ 2.061,50, em comparação com R$ 2.041,97 de Santa Catarina e R$ 1.982,61 do Rio Grande do Sul, representando um aumento de 3,04% em relação a dezembro.

Em relação aos setores que mais contribuíram para a criação de empregos em janeiro, o destaque foi o setor de Serviços, com 11.345 novas vagas no Paraná. Em seguida, vieram a Indústria, com 5.409 vagas, a Construção Civil, com 3.498, e a Agricultura, com 1.032 vagas. Por outro lado, o Comércio registrou uma redução de 1.086 postos, resultado ainda influenciado pelas vagas temporárias de fim de ano. Dentro do setor de Serviços, o segmento de Informação, Comunicação e Atividades Financeiras, Imobiliárias, Profissionais e Administrativas teve o maior saldo, com 10.442 novas vagas.

No que diz respeito aos municípios paranaenses, os que mais se destacaram na geração de novos empregos foram Curitiba, com saldo de 8.634 vagas, seguido por Londrina (1.613), Maringá (1.266), Cascavel (922), Ponta Grossa (559), Toledo (487), Palmas (415), São José dos Pinhais (378) e Araucária (326).

Em âmbito nacional, o Brasil encerrou janeiro com um saldo positivo de 180.395 empregos com carteira assinada, resultado de 2.067.817 admissões e 1.887.422 desligamentos. Desde fevereiro de 2023 até janeiro de 2024, o saldo positivo acumulado alcançou 1.564.257 empregos.

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Notícias Recentes

- Advertisment -