Curitibanos famintos por mudanças

Camara Municipal de Curitiba (Rodrigo Fonseca/CMC)

Apesar das lantejoulas e purpurinas nas redes sociais, no maior clima de festa, a capital paranaense promete entrar o novo ano com tendência de uma guinada na política, afastando a maioria dos representantes na Câmara Municipal de Curitiba, por passarem os últimos três anos balançando a cabeça para o prefeito Rafael Greca (DEM).

A maioria acredita que os parlamentares não pensam nos interesses dos curitibanos, mas apenas nos próprios – postura contrária ao desejo da população, ansiosa por vereadores com atitude e dispostos a brigar por uma ideia.

Outro ameaçado de dançar, por estar apostando no endividamento da cidade para mostrar algo irreal, é o atual administrador municipal, muito contestado nas redes sociais, e com uma visão diferente do prometido na eleição de 2016.

5 COMENTÁRIOS

  1. Mudanças é algo relativo, a troca de políticos por si só, não resgata a maioria dos cidadãos marginalizados pela política elitista do Sr. Greca.
    Os bairros com pouca influência no poder, vivem o estado precário do abandono. Equipamentos públicos, segurança, sempre as mesmas teclas.
    A vaidade do ser prefeito sobrepõe às necessidades maioria. O vazio do cumprir promessas recai nas desculpas da falta de recursos. Porém recursos tem em abundância quando o intuito é promover o prefeito e suas bizarras ações, com o propósito de criar falsa ilusão do paraíso, ainda que o preço cobrado dos contribuintes sejam equivalentes.

  2. Ele vive no país de Alice
    Só fantasia e comilança
    É muita fanfarronice
    O alcaide não se cansa

    Assim como Dom João
    É movido a frango assado
    O desastrado.comilão
    Deixa o bairro abandonado

    E o.ano.novo está aí
    A mudança já chegou
    O gordo, de momo, na Sapucaí
    Na Prefeitura, Leprevost

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here