PSOL busca saída para acabar com o descrédito da esquerda

Ninguém dúvida que os partidos de esquerda entraram em crise com a descoberta dos casos de corrupção nos governos petistas de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT) e alguns deles estão tentando escapar dessa adversidade, como o PSOL e o PCdoB.

O PSOL pretende lançar uma chapa consistente de vereadores em Curitiba – em 2016 faltou 1,5 mil votos para atingir o coeficiente eleitoral – e um candidato à prefeitura da capital paranaense: o favorito é o professor do ensino médio Claudino Dias, já que Xênia Mello está desmotivada com a política.

7 COMENTÁRIOS

  1. Claudino é o nome certo! Além de professor, é uma pessoa preparada, que está disposta a fazer o bem e o que é melhor para a cidade. Não está atrás de status, retorno financeiro ou algo assim, apenas almeja uma cidade socialmente justa e igualitária. Aqueles que não o conhecem ficarão restritos a críticas vazias. É necessário ver além de partidos e entender que a renovação política se faz necessária para que se saia desta letargia que vivemos há muitas décadas. Claudino é um grande nome para esta renovação.

  2. Conheço Claudino Dias desde os tempos da política estudantil da década de 80.
    Sempre coerente na leitura de uma sociedade mais fraterna e com menos desigualdades.
    Poderia estar acomodado, mas tem não se omite diante de tantas injustiças sociais. Não é para menos que sua disposição vem na inspiração de pessoas como Luiza Erundina, deputada do PSOL. Tenho certeza que uma bancada do partido na câmera de vereadores seria um grande ganho pra população de Curitiba. É o legislativo controlando as ações do executivo de forma cidadã.

  3. Grande Professor Claudino. Tem minha confiança. Pessoa honesta e comprometida com o social. Tem uma visão de diálogo, uma nova esquerda. O cara é bom!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here