Assembleia do Paraná define composição das comissões temáticas

A Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) definiu os integrantes das 26 Comissões Permanentes e o ex-presidente da Comissão de Constituição e Justiça Nelson Justus (DEM) teve como prêmio de consolação o comando da Comissão de Finanças e Tributação.

A segunda comissão mais importante da casa, a de Orçamento, ficou com Evandro Araújo (PSC), com Paulo Litro (PSDB) como vice e Tiago Amaral (PSB) como relator.

Hussein Bakri (PSD) continua dando as cartas na Comissão de Educação; Cultura com Delegado Recalcatti (PSD) e Segurança com Coronel Lee (PSL).

“A definição das comissões é imprescindível para o andamento dos trabalhos legislativos, já que as comissões são responsáveis por analisar os projetos que tramitam na Casa”, ressaltou o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB). “Comissões como a de Fiscalização da Alep, por exemplo, que é a responsável por analisar as contas do governo e licitações”, observou.

De acordo com Dylliardi, já são quase 80 projetos apresentados por deputados, que a partir de agora seguirão o rito nas comissões para que possam ser votados em plenário. “Além de analisar todos os projetos que tramitam na Casa, as comissões atuam em busca das demandas sociais, realizando audiências públicas e debates pertinentes a cada tema de atuação”.

Essas comissões têm caráter técnico-legislativo, ou seja, especializado, e fazem parte da estrutura institucional da Casa. O número de comissões está previsto no Regimento Interno da ALEP e elas atuam sobre determinada área de interesse coletivo. São compostas por sete membros cada uma, com exceção da Comissão Executiva – representada pelo presidente, deputado Ademar Traiano (PSDB); 1º secretário, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB); e 2º secretário, deputado Gilson de Souza (PSC) –; além da Comissão de Constituição de Justiça (CCJ), que é composta por 13 membros.

Ademar Traiano (Foto: Nani Gois/Alep)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here