Salão de Atos do Palácio Iguaçu deveria ser usado como de estufa para plantas exóticas

O Salão de Atos do Palácio Iguaçu é um dos lugares mais quentes do mundo. Paredes de vidro, sem nenhum tipo de ventilação, faz com o local pareça com uma sucursal do inferno. Hoje (12) na concorrida posse de Márcio Nunes, como secretário do Meio Ambiente, várias pessoas passaram mal, várias ameaças de infarto foram registradas. O local, que tem o carinhoso apelido de “micro-ondas” devido as temperaturas extremas deveria, segundo sugestão de um frequentador, ser imediatamente abandonado como salão para eventos e cogitado para outros usos. Um deles, segundo um gozador, seria o de servir de estufa para plantação da Dionaea muscipula, planta carnívora cultivada em regiões de solo muito pobre ou muito ácido.

(Foto: divulgação)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here