segunda-feira, maio 27, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
InícioGeralMorre Jairo, goleiro do Coxa nas década de 70 e 80

Morre Jairo, goleiro do Coxa nas década de 70 e 80

spot_img

O portal do Coritiba informa que o ex-goleiro Jairo, atleta que vestiu a camisa do Coritiba por 410 vezes, recordista absoluto em atuações pelo Coritiba, faleceu aos 72 anos de idade, vítima de um câncer no rim.

Recentemente Jairo foi diagnosticado com um tipo raro de câncer no rim. Na internet, amigos e familiares lançaram a campanha “Defenda o Jairo”, que contou com o apoio do Coritiba Foot Ball Club, para que fossem alcançadas doações suficientes para que fosse possível a realização do tratamento da doença. U

Jairo chegou ao Coritiba em 1972 vindo do Fluminense e se tornou uma das maiores lendas da história do clube, sendo um dos maiores vencedores do futebol paranaense.

Após a contestada estreia em um amistoso em fevereiro de 1972, o goleiro voltou a atuar apenas três meses depois. Emendando a primeira sequência como titular, veio o primeiro título estadual. Em 18 jogos, Jairo sofreu apenas seis gols. Naquele ano ele alcançou a marca de 933 minutos sem sofrer gols, recorde entre os goleiros coxas-brancas.

Nos anos seguintes, Jairo participou das conquistas dos paranaenses de 1973, 1974, 1975, 1976 e também da inesquecível conquista do Torneio do Povo em 1973.

As atuações pelo Coritiba levaram Jairo para a Seleção Brasileira. Logo na sequência, em 1977, ele então se transferiu para o Corinthians, onde conquistou títulos e alcançou a maior sequência de um goleiro sem sofrer gols no Brasileiro, permanecendo sem ver sua rede balançar por mais de mil minutos.

Após passagem pelo Náutico, Jairo voltou ao Coxa em 1983 e foi titular até o fim de 1984. Na reserva de Rafael Camarotta, acabou sendo fundamental na semifinal do Brasileiro de 1985. Atuando na vaga de Rafael, que estava suspenso, Jairo teve atuação de gala na vitória de 1 a 0 sobre o Atlético-MG.

Jairo permaneceu no Coxa até maio de 1987 quando se despediu do clube. Ele se tornou então o único jogador a estar em campo em duas conquistas de competições nacionais pelo Coxa, o Torneio do Povo de 1973 e o Campeonato Brasileiro de 1985. As grandes atuações de Jairo renderam o apelido de “A Muralha de Ébano”

Números de Jairo pelo Coxa:
Jogos oficiais: 410 jogos
Campeão Paranaense 1972/73/74/75/76/86
Campeão Torneio do Povo 1973
Campeã Brasileiro 1985
Estreia oficial: 10/05/1972 – Coritiba 5×0 Jandaia

Notícias Relacionadas

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Notícias Recentes

- Advertisment -