Revisão de conselhos deve reduzir salários de ministros e outros servidores

A decisão do governo, de rever todos os conselhos vinculados a órgãos públicos, atingirá em cheio o “jeitinho” usado para elevar salários de ministros, secretários, chefes de gabinete e outros integrantes da administração pública que, praticamente, dobravam os salários ao acumular a participação em vários conselhos. A informação é da Denise Rothenburg.

O “pente fino” nos conselhos foi anunciado há pouco pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, logo depois da reunião ministerial, que serviu, segundo ele, para “alinhamento” da ação governamental. “Vamos avaliar todos os conselhos. Há inclusive conselhos sobrepostos”, disse, com destaque à extinção do Conselhão, dissolvido logo no primeiro dia.

O governo decidiu ainda manter o mesmo critério para as nomeações de segundo e terceiro escalões. Todas as indicações vão passar pelos ministros da área fim, o que antes não ocorria, especialmente, no caso das nomeações para os cargos regionais. Esses cargos eram invariavelmente loteados a apadrinhados de deputados e senadores. “Indicações ocorriam dentro da Casa Civil sem guardar identidade com politicas públicas. O ministro vai analisar a sintonia entre as ações do governo e só depois do OK é que as questões regionais serão resolvidas”, disse Onyx.

(Foto:Agência Brasil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here