Convênio contra a corrupção não afeta vereadores da capital paranaense

O presidente da Câmara Municipal de Curitiba, Serginho do Posto (PSDB), renovou a participação do Legislativo no Movimento Paraná Sem Corrupção, iniciativa do Ministério Público do Paraná (MP-PR). Válido por 60 meses, o convênio foi firmado com o procurador-geral de Justiça, Ivonei Sfoggia. “O ato pode ser avaliado como uma iniciativa para gerar fotografias”, avaliou um vereador da oposição. O comentário foi motivado por que o MP está investigando há quase um ano a vereadora Kátia Dittrich (SD) e até agora o indiciamento dela é um sonho para os defensores da moralidade no serviço público. Outro parlamentar foi irônico: “se fosse o MP de Londrina teria agido com rapidez”. “A própria casa legislativa foi conivente no processo da parlamentar. Tramitou o processo de forma errada para que a Kátia pudesse se safar”, alfinetou o vereador que pediu anonimato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here