segunda-feira, julho 22, 2024
spot_img
spot_img
InícioAssembleia Legislativa do ParanáAndré Mendonça atrai a nata da política paranaense

André Mendonça atrai a nata da política paranaense

spot_img

O título de cidadão honorário do Paraná entregue ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), proposta pelos deputados Alexandre Curi (PSD) e Alexandre Amaro (Rep), reuniu a nata da classe política e jurídica do Estado, mas não causou o “frisson” da vinda do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), no ano passado, mesmo com a presença da atriz global Regina Duarte.

Estavam presentes, o presidente do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen; o procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Paraná (MP-PR), Francisco Zanicotti; o senador e ex-juiz da Lava Jato Sergio Moro (UB); o procurador-geral do Estado, Luciano Borges Santos; a diretora do foro da Justiça Federal no Paraná, juíza federal Luciana da Veiga Oliveira; o presidente do Tribunal de Contas do Paraná (TC-PR), Fernando Guimarães, a ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Morgana Richa, o vice-presidente e corregedor regional eleitoral do Paraná, Luiz Osório Moraes Panza, o vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região, Marco Antonio Vianna Mansur, e o procurador de Justiça do Ministério Público, Gilberto Giacoia.

Marcaram presença os deputados estaduais Ademar Traiano (PSD), Do Carmo (UB), Soldado Adriano José (PP), Flavia Francischini (UB), Matheus Vermelho (PP), Tito Barichello (UB), Cloara Pinheiro (PSD), Tiago Amaral (PSD), Luiz Fernando Guerra (União), Fabio Oliveira (Pode), Gilson de Souza (PL), Nelson Justus (UB), Maria Victoria, Alexandre Amaro e Alexandre Curi; além dos deputados federais Filipe Barros (PL-PR), Vermelho (PL-PR), Stephanes Junior (PSD-PR) e o deputado federal licenciado Ricardo Barros (PP), atual secretário de Indústria e Comércio do Paraná, assim como o vice-prefeito Eduardo Pimentel, os vereadores Bruno Pessuti (Pode) e Rodrigo Reis (PL).

Também estiveram na solenidade a ex-governadores do Paraná, Cida Borghetti (PP), Orlando Pessuti (MDB) e Alvaro Dias (Pode).

Algumas saias justas aconteceram, o Alvaro Dias sentou do lado oposto de Sergio Moro e o ignorou.

Uma falha do cerimonial foi colocar Maria Victoria (PP) ao lado de Sergio Moro, com Ricardo Barros (que passou os últimos meses articulando disputar a vaga do Senado) na cadeira de trás ao lado de Cida Borghetti.

A ex-governadora Cida Borghetti não se fez de rogada e cumprimentou Sergio Moro.

O blogueiro de esquerda Esmael Moraes foi o único jornalista a não ser barrado no plenário, os demais foram colocados na sala de imprensa.

Se no início do evento era quase impossível se aproximar de André Mendonça, no final ele atendeu jornalistas, estudantes, vereadores para selfies e para tricotar algumas ideias.

No final, o ministro do STF deixou a Assembleia Legislativa do Paraná para seguir para um jantar com alguns desembargadores selecionados a dedo.  

Notícias Relacionadas

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img
spot_img
spot_img

Notícias Recentes

- Advertisment -