Vereador de Curitiba defende tratamento precoce contra a covid-19

Ezequias Barros (Rodrigo Fonseca/Alep)

Reeleito em 15 de novembro para mais um mandato, o único parlamentar eleito do PMB aconselhou a secretária de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, a rever o protocolo de enfrentamento ao coronavírus, a exemplo de outras cidades, como Paranaguá e Itajaí (SC).

Barros admitiu ter passado pela doença, tomou hidroxicloroquina e usou o tratamento profilático à covid-19 Ivermectina, um antiparasitário que tem apresentado atividade antiviral contra o SARS-CoV-2, vírus causador da COVID-19 e foi o único que não teve coronavírus.

Apesar das sessões serem online, os vereadores Mestre Pop (PSD), Noêmia Rocha (MDB), Jairo Marcelino (PSD) e Cristiano Santos (PV) tiveram a doença.

Marcelino não resistiu a doença e faleceu em outubro.

Santos está na UTI do Hospital Vita, respirando com ajuda de aparelhos.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here