Curitiba abre mais leitos, mas lotação de UTIs passa de 93%

UTI do Centro de Reabilitação do Paraná (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

Rosiane Correia de Freitas conta no Plural que nos últimos dois dias, a prefeitura de Curitiba abriu mais dez leitos de UTI exclusivas Covid-19, que se somaram a outros 41 abertos na última sexta-feira (2). Mesmo assim, a taxa de ocupação das 334 unidades está em 93,7%, um aumento de 7,13 pontos percentuais em menos de seis dias. No mesmo período, 68 pacientes foram colocados em tratamento intensivo, levando o total de pessoas com Covid-19 nesta situação a 313.

A situação é semelhante nos leitos clínicos exclusivos para a doença. De 19 de novembro até esta quarta-feira (25), 75 novos leitos foram ativados. No entanto, a ocupação, que estava em 80,9% foi para 90,5%.

Os novos leitos foram abertos no Complexo Hospital do Trabalhador, que compreende o Hospital do Trabalhador, no Portão, e o Hospital de Reabilitação.

A última vez que Curitiba teve mais de 300 pessoas na UTI com Covid-19 foi em 26 de agosto. Há apenas 21 leitos de UTI e 40 de enfermaria livres.

Ao abrir novos leitos, Curitiba chega rápido para perto do limite de leitos criados no primeiro pico da Covid-19 na cidade: 355 de UTI e 444 de enfermaria.

Esses números indicam apenas a situação nas unidades hospitalares do SUS. No entanto, hospitais da Rede Privada estão também anunciando não ter mais como receber novos pacientes.

Curitiba também completa o quinto dia seguido com o valor dos indicadores do Sistema de Monitoramento da Covid-19 acima de dois, o que deveria, em tese, justificar a declaração de alerta laranja e a restrição a diversas atividades não essenciais.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here