Greca passa recibo, mas não explica inversão de prioridades

Rafael Greca (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

O prefeito Rafael Greca (DEM) não gostou do debate público de oito candidatos a prefeito nesta terça-feira, 20, na Praça Espanha, se sentiu desaforado, mas não explicou a inversão das prioridades na prefeitura de Curitiba. 

Não replicou, por exemplo, os questionamentos levantados como o repasse de R$ 200 milhões ás empresas de transporte coletivo, a terceirização, fechamento de unidades e desmonte da saúde pública e a dependência crônica do ICI que se tornou um escoadouro de recursos públicos.

Greca tangenciou e preferiu se vitimizar. “A legitimidade de todo debate pressupõe o conhecimento de causa. Ficou claro que meus adversários não o tem, pois a estratégia dos mesmos é de fazer ataques orquestrados à minha gestão e à minha pessoa”, disse em nota.

“Preferia que eles tivessem apresentado suas propostas para a cidade. Para mim, o desaforo é a ausência do argumento”, completou.

7 COMENTÁRIOS

  1. ALGUÉM SABE INFORMAR SE ESSE ICI RECOLHE TRIBUTOS MUNICIPAIS? DIZEM QUE NÃO. ENQUANTO OS DEMAIS EMPRESÁRIOS ESTÃO A BEIRA DA FALÊNCIA, TEM EMPRESAS E ONGS SE LAMBUZANDO DE RECURSOS PUBLICOS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here