MDB tem plano urbano para descentralizar Curitiba

jJoão Arruda e Forte Neto (Foto: divulgação)

A participação do arquiteto e urbanista no plano de governo do MDB vai além das obras de “destravamento” da Linha Verde. Forte Neto projetou um novo plano de urbano de Curitiba que prevê maior autonomia aos bairros, fortalecendo a economia regional, integrando-os ao centro e às cidades da região metropolitana. 

“Nos centros expandidos, vamos incentivar a criação do comércio que atenda todas as necessidades da população no seu entorno e dos municípios da região metropolitana”, afirmou Forte Neto que vai detalhar o plano urbano nos programas de João Arruda, candidato a prefeito, nas TVs e rádios

“Em vez se direcionar exclusivamente ao centro da cidade, os bairros vão receber grande parte das demandas das cidades metropolitanas e da própria região, o que vai fortalecer ainda mais a economia do bairro. Vamos mudar o zoneamento para ter edifícios de até 15 pavimentos”, completou Forte Neto.

Orçamento – O plano, segundo João Arruda, que traz a nova reestruturação e renovação urbana de Curitiba leva em conta o orçamento da cidade para 2021. “O que estamos propondo, nove centros comunitários, integrando os terminais de ônibus com as ruas da cidadania, a contrapartida do terceiro anel e também, a substituição de semáforos da Linha Verde, tudo diante do orçamento que temos na prefeitura”.

“Infelizmente não planejamos Curitiba para o futuro, foi apenas administrada para a reeleição do prefeito e não para o futuro, que é uma Curitiba integrada com a região metropolitana, uma população que pode chegar aos quatro milhões de habitantes daqui a alguns anos”, adianta João Arruda.

A falta de planejamento qualificado pode levar Curitiba ao colapso em alguns setores e serviços públicos. “Se nada for feito, teremos o caos no trânsito, no atendimento do serviço público, no comércio, no fluxo de pessoas que transitam do centro para os bairros e vice-versa, das pessoas que vêm da região metropolitana”.

Novas obras – Curitiba tem condições melhores, adianta João Arruda, se comparada a outras cidades. “Curitiba está pronta em diversos aspectos, mas precisamos uma mudança cultural com alguns investimentos em infraestrutura para fomentar essa mudança”.

As novas obras projetadas por Forte Neto vão impactar de forma positiva na economia de Curitiba. “Novas obras, como as que planejamos na Linha Verde, significa mais empregos na área de construção civil. Evidentemente, o João Arruda vai cuidar também das demais áreas, como a indústria e o comércio”, disse o urbanista.

“O Forte Neto vai detalhar o plano nos programas de TV e rádio,  vai mostrar o que como vamos fazer. Também vai apontar as propostas irresponsáveis, a falta de planejamento e aqueles que tentam se apropriar de tudo da cidade sem respeitar a história de Curitiba”, disse João Arruda.

3 COMENTÁRIOS

  1. Curitiba precisa ser repensada. A Curitiba de Greca é do século passada. Não dá para ficar gastando dinheiro no asfalto e dando incentivos sem contrapartida para o transporte coletivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here