PSD fica fora da disputa eleitoral de União da Vitória

(Foto: divulgação)

O PSD de União da Vitória decidiu não lançar candidato a prefeito na eleição deste ano. O partido terá uma chapa forte de candidatos a vereador e continuará lutando por obras e investimentos para o município através do deputado Hussein Bakri, que é líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná.

Nome apoiado pelo governador Ratinho Junior numa eventual chapa majoritária da legenda, a presidente municipal do PSD, Gabi Bakri, disse que o partido seguirá trabalhando desde já em um projeto para o futuro de União da Vitória, que, acima de questões políticas, é voltado ao bem-estar da população.

“Chegamos a um consenso de ficarmos de fora da disputa majoritária e vamos priorizar a eleição de uma bancada forte na Câmara de Vereadores. Respeitamos muito as candidaturas que estão postas a prefeito e, seja quem for eleito, o PSD continuará trabalhando com muita dedicação e empenho por União da Vitória. Política partidária é um terreno e política pública é outro. Entendo que não é necessário um mandato para poder atuar em prol da nossa população e é dessa forma que seguiremos atuando pelos próximos quatro anos”, afirmou Gabi Bakri.

Além do deputado Hussein Bakri, a convenção do PSD contou com a participação dos presidentes municipais do Republicanos, Marcelo Schlenert; do PSC, Alceu Lourenço de Paula; do Avante, Roberta Freyesleben; e do Cidadania; Paula Krzyzanowski.

Como o grupo decidiu ficar formalmente de fora da disputa pela prefeitura, os candidatos e filiados a essas legendas estão liberados para apoiar a candidatura majoritária que entenderem ser mais conveniente.

“Tínhamos a Gabi e vários outros nomes preparados e capazes para encabeçar uma candidatura a prefeito, mas entendemos por bem amadurecer o projeto que estamos construindo a muitas mãos para União da Vitória. Mas, em nenhum momento, essa decisão é um impeditivo para que todos juntos sigamos trabalhando diuturnamente por uma cidade cada vez melhor em todas as áreas, que seja referência para todo o Sul do Paraná”, disse Roberta Freyesleben.

2 COMENTÁRIOS

  1. Pra que partido político se não disputar eleições? O PSD do governador Ratinho Júnior vai se enfraquecer com essas estratégias. Isso chama-se politicagem. Um discurso leviano. Continuar trabalhando para o “futuro”? Típico discurso de negociatas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here