Governo libera obra de duplicação da principal via de Matinhos

(Foto: AEN)

O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou nesta terça-feira (04), no Palácio Iguaçu, a ordem de serviço para as obras de duplicação da Avenida JK (PR-412), em Matinhos. A expectativa é que a remodelação da via tenha início neste mês.

Antiga reivindicação dos moradores e frequentadores do Litoral paranaense, a JK faz parte da PR-412, rodovia que liga as cidades de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná.

O investimento é de R$ 34,57 milhões. Uma fatia dos recursos que garantiu o início da obra ainda neste ano, no valor de R$ 12 milhões, foi repassado pela Assembleia Legislativa, atendendo a um pedido do Governo do Estado. A transferência é uma antecipação de parte da verba que anualmente o Poder Legislativo devolve ao Executivo, fruto da economia na administração da Casa.

O restante será bancado com recursos do Governo do Estado, especificamente da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística. “Essa obra é a solução para um gargalo histórico do Paraná. Com a modernização e duplicação da Avenida JK damos o pontapé inicial para uma série de ações estruturais que vão mudar a cara do Litoral paranaense”, ressaltou Ratinho Junior.

O governador citou, entre outras ações em andamento, a construção da ponte de Guaratuba, a duplicação da PR-407, a regularização fundiária da Ilha do Mel e a engorda da praia de Matinhos. “É uma programação completa para a melhoria da infraestrutura de toda a região, com foco no desenvolvimento e na geração de emprego e renda”, afirmou.

“São investimentos que colaboram com o desenvolvimento do Paraná e a Assembleia Legislativa pode ser parceira do Governo do Estado”, completou o presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano.

PROJETO – A obra consiste na duplicação em um trecho de 2,4 quilômetros de extensão, entre as ruas Alvorada (que dá acesso ao ferryboat) e Pastor Elias Abraão (prédio da prefeitura). Além da restauração e implantação de pista dupla na avenida JK, o edital prevê a readequação do canal de macrodrenagem do rio da Draga.

O projeto estabelece duas faixas de tráfego em cada sentido, com 3,6 metros de largura cada, totalizando 7,2 metros por pista, separadas por um canal projetado entre barreiras de concreto.

Na interseção com a avenida Paraná será implantada uma rotatória com semáforo. “A JK é simbólica. Vamos começar imediatamente com a assinatura da ordem de serviço. Estamos resgatando um desejo antigo de toda a população do Litoral”, disse o secretário da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

Além da duplicação, toda a drenagem da PR-412 será adequada para evitar alagamentos, por meio da implantação de dispositivos que maximizam a capacidade hidráulica do sistema como forma de evitar alagamentos. O canal, hoje a céu aberto, será totalmente revestido em concreto e reposicionado em alguns trechos.

COMÉRCIO – Para atender o comércio da região foi prevista uma faixa de estacionamento com dois metros de largura. Em função do alto fluxo de ciclistas e pedestres será implantada uma ciclovia compartilhada. “Todos os paranaenses que têm sua segunda residência em alguma praia do Litoral também serão beneficiados. Trará mais agilidade e segurança para quem usa essa avenida”, afirmou o prefeito de Matinhos, Ruy Hauer.

Também estão programadas melhorias na rede de iluminação e sinalização, além de sinalização semafórica integrada. Toda a drenagem da rodovia será adequada para evitar alagamentos. “Vão, enfim, acabar os alagamentos no nosso município”, reforçou Hauer.

A previsão é de que as obras sejam concluídas no prazo de 18 meses. “Foi uma luta muito grande, mas vencemos e vamos conseguir tocar essa obra tão importante para o Litoral do Paraná”, afirmou Fernando Furiatti, diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagem do Paraná (DER-PR).

Box
Obra integra um pacote de ações no Litoral

A obra integra um pacote de ações de estruturação da região, que vai representar o maior investimento em reurbanização da história do Litoral paranaense. Serão aplicados R$ 483,1 milhões em duas etapas. A primeira fase está estimada em R$ 378 milhões e inclui, entre outras ações, a recuperação da Orla de Matinhos e o engordamento da faixa de areia. A segunda parte, de R$ 105,1 milhões, prevê a revitalização do Canal de Matinhos para evitar enchentes, pontes na PR-412, desapropriações e compensação ambiental, e tem previsão de começar logo na sequência.

“Será um conjunto de obras importante e emblemático. Acreditamos muito neste projeto, que vai mudar a cara do Litoral. É a maior aposta de investimento do Estado”, destacou Ratinho Junior. Os recursos para a execução dos projetos virão do empréstimo de R$ 1,6 bilhão negociado pelo Estado junto ao Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. A operação, já autorizada pela Assembleia Legislativa, recebeu a chancela da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e aguarda o último parecer do Conselho Monetário Nacional (CMN).

De acordo com o governador, o empréstimo deve ser liberado ainda neste mês e o início do processo de licitação da primeira fase começará logo em seguida. A programação financeira estipula ainda uma reserva de caixa de aproximadamente R$ 117 milhões que podem ser investidos em novos projetos para a região litorânea.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here