Linhas do Conhecimento permanecem ativas, com adaptações

Linhas do Conhecimento agora virtual (Foto: Daniel Castellano/SMCS)

Apesar do isolamento social gerado pela pandemia do coronavírus, o programa Linhas do Conhecimento, que transforma Curitiba em uma imensa sala de aula, continua contemplando crianças, estudantes e suas famílias. Mas no mundo virtual.

São duas opções para aprender com o Linhas. Uma delas é assistir às videoaulas na TV aberta (TV Paraná Turismo 9.2 UHF ou 4.2 da Rede Massa) e no Canal TV Escola Curitiba no Youtube. A outra é acessar a página institucional da Secretaria Municipal da Educação e participar das visitas virtuais por museus, cidades, espaços sagrados, entre outras opções de aprendizado. É uma maneira fácil e divertida de viajar pelo mundo.

Em um clique, por exemplo, o estudante pode ir do Palácio de Versalhes, na França, para a Capela Sistina, no Vaticano. Ou, se preferir, pode ficar em Curitiba mesmo e aprender sobre o Jardim Botânico ou o Memorial Ucraniano. Fotos e relatos sobre a história dos locais provocam a curiosidade das crianças e seus familiares.

Antes da pandemia, o Linhas do Conhecimento já somava 150 mil participações de estudantes e de 15 mil professores. Desde 23 de março, com a suspensão das aulas presenciais, o programa passou a oferecer apenas as opções virtuais (no facebook e página da secretaria).

Em família

A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, destaca que as opções virtuais podem envolver crianças e pais em atividades conjuntas.

“É uma forma divertida de conhecer lugares diferentes, aprender e compartilhar esses conhecimentos com a família, pois todos devem aproveitar para passar o tempo juntos em casa”, afirma Maria Sílvia.

Material pedagógico

Todo o material pedagógico do Linhas do Conhecimento fica disponível na internet. É só acessar.

A responsável pelo programa, Scheilla Maria Orlosqui, explica que esse material, elaborado pela equipe técnica da secretaria, embasa as atividades desenvolvidas na cidade, além de trazer sugestões de encaminhamentos para a sala de aula. “Pode ser consultado pelas famílias, por professores da rede pública ou particular ou qualquer pessoa que deseje saber mais sobre assuntos como história, geografia, arte, cultura e outros temas de Curitiba”, pontua Scheilla.

Desenvolvimento Sustentável

O material do Linhas também é uma fonte de informações sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODSs) da Organização das Nações Unidas (ONU), pois o programa relaciona as aulas de campo e propostas culturais aos 17 objetivos definidos pela ONU para melhorar a qualidade de vida no planeta, entre eles o combate à pobreza, à fome, redução de desigualdades, promoção do crescimento econômico sustentável, da igualdade de gênero e promoção da paz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here