Pedras no caminho para Greca não fazer repasse milionário ao transporte coletivo

(Foto: Daniel Castellano/SMCS)

Está cada vez mais complicado para o prefeito Rafael Greca (DEM) repassar recursos públicos às empresas de ônibus coletivo de Curitiba, de até R$ 200 milhões, e aprovados pela Câmara Municipal de Curitiba, no dia quatro de maio: sindicatos que compõem a Plenária Popular do Transporte entraram com um pedido de liminar no Tribunal de Contas do Paraná (TC-PR) para barrar a proposta.

A lei denominada Regime Emergencial de Operação e Custeio do Transporte Coletivo altera as condições contratuais do serviço, porém, não estabelece um teto para os repasses, além do Executivo não indicar no ato normativo a origem das receitas que possibilitarão o pagamento dos aportes.

A solicitação pede a intervenção do TC-PR “para que se evite prejuízo fiscal nas contas do Município”, a suspensão de repasses e a manifestação de Greca sobre irregularidades apresentadas na denúncia.

11 COMENTÁRIOS

  1. Repasses milionários não garantem reeleição de Greca pois os únicos beneficiados são os ricos que na real situação não são prioridade.

  2. Postinhos fechados, ônibus lotados, hospitais sem recursos, essa é a verdadeira realidade que o nosso prefeito não atenta, essa história de 200 milhões deve ser barrada já.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here