Perdemos Carlos Molina

Ronildo Pimentel conta no CabezaNews que no dia em que completaria 61 anos de idade, 1º de abril, Carlos Molina nos deixou após dias de muita luta em um leito de UTI em Curitiba.

Defensor da liberdade de expressão e de todas as formas de manifestações culturais, religiosas e afins, Molina chegou ao Paraná nos anos de chumbo da ditadura militar que tanto o perseguiu em São Paulo e construiu no movimento estudantil sua resistência aquele período de dificuldade.

Molina estava internado em um hospital, onde passou seus últimos dias e faleceu na madrugada desta quarta-feira (1º de abril). Seu corpo será velado das 12h às 16h30 no Cemitério Municipal de Curitiba e em seguida será cremado, atendendo pedido do próprio.

Na campanha das Diretas Já, em 1984, Molina integrou um grupo improvável em Curitiba e ajudou a organizar, na Vila N.S. da Luz, o primeiro comício do Brasil pelo direito a votar para presidente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here