Ex-superintendente do Mapa condenado na operação Carne Fraca perde cargo público

(Foto: Reprodução/TV Globo)

O G1 Paraná informa que o ex-superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no Paraná Daniel Gonçalves Filho, condenado por corrupção passiva e prevaricação na Operação Carne Fraca, perdeu o cargo público nesta segunda-feira (23), de acordo com uma portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU).

A portaria também declara que o Daniel Gonçalves Filho não poderá ocupar funções públicas até oito anos após o cumprimento da pena.

O ex-superintendente do Mapa no estado foi apontado pela Polícia Federal como um dos chefes do esquema de fraudes nas concessões de alvarás e licenças ambientais, que deveriam ser feitas pelo ministério.

G1 aguarda retorno da defesa de Daniel Gonçalves Filho.

Conforme o Mapa, ele tinha sido demitido em 12 de julho de 2019 em decorrência de um processo administrativo disciplinar. Desde então, ele passou a não receber salários, informou a Corregedoria-Geral do Mapa.

A publicação de perda do cargo público desta segunda é decorrente de uma condenação transitada em julgado. Conforme a corregedoria, as penalidades são distintas e a eventual mudança de uma decisão não afetará a outra.

Condenações do ex-superintendente

Daniel Gonçalves Filho teve duas condenações em processos da Operação Carne Fraca. Em novembro de 2018 foi condenado a 7 meses e 15 dias de detenção, pelo crime de prevaricação e em janeiro de 2020 foi novamente condenado a 8 anos, 4 meses e três dias pelo crime de corrupção passiva e violação de sigilo funcional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here