Serviços desnecessários a vereadores elevam o preço da tarifa de ônibus em Curitiba

(Foto: Cesar Brustolin/SMCS)

* José Carlos Chicarelli

A URBS é uma empresa municipal de economia mista, tendo a Prefeitura de Curitiba como principal acionista e controlando 99%.das ações.

A empresa foi fundada em 1963, na época no pais havia um movimento para criação de empresas estatais para simplificar a administração pública, ideia copiada de países europeus, que na época repensavam a criação de empresas públicas.

Em 1986, na gestão do ex-prefeito Roberto Requião (MDB), a URBS passa controlar o transporte coletivo de Curitiba e em 2010 faz o último processo de licitação e escolha da concessionária que presta serviço na nossa cidade.

A fiscalização da URBS é de responsabilidade do Tribunal de Contas do Paraná (TC-PR) e é para onde a empresa envia relatórios e planilhas, com a finalidade para serem conferidas por técnicos do órgão.

As decisões do TC-PR são brandas e geralmente são descumpridas pela URBS, pois sempre recorre das decisões à Justiça e os processos ficam enrolados por anos nos tribunais.

O empenho para discutir na Justiça todas as sentenças é para evitar o cumprimento das decisões, como corte de itens na planilha do transporte que resultaria na redução do preço da passagem – que seria um benefício para toda a população.

Os vereadores de Curitiba também podem fazer a fiscalização, a CPI da URBS, de 2013, mostrou aos curitibanos que haviam centenas de itens desnecessários e superfaturados e que foram incorporados na passagem, na duvidosa licitação de 2010 do Transporte Coletivo.

A CPI da URBS foi uma fiscalização próxima do ideal, porém o fato ocorreu somente durante o prazo da CPI, após a leitura do relatório, manobras impediram a continuidade do processo fiscalizatório.

Atualmente a maioria dos vereadores deixa a URBS viver em berço esplendido, sem questionamentos que viessem esclarecer os motivos de certas cobranças para cima da população, deixando o órgão continuar sendo uma caixa preta.

A base aliada do prefeito Rafael Greca se beneficia da URBS quando pedem transporte para velórios, passeios e visitas de colégios, o que leva muitos dos parlamentares esquecerem da luta para que o preço da tarifa do transporte coletivo abaixe.

Licitações e contratos milionários vão continuar sendo fechados com empresas de tecnologias, sem nenhum olhar ou conferência dos membros da Câmara Municipal de Curitiba.

E fácil encontrar nas redes sociais fotos de vereadores ou do prefeito com diretores e representantes das concessionárias, revelando como funciona os tentáculos das empresas contratadas no meio político e na URBS.

Acompanhando as licitações e os contratos fechados pela URBS é fácil observar que são as mesmas empresas que há décadas dominam a execução destes contratos e também prestam serviços a concessionária e com os custos incluídos na planilha técnica.

Infelizmente o controle da URBS no transporte coletivo municipal nos últimos 34 anos não resultou em um transporte público de qualidade e com tarifa baixa, provavelmente pelas falhas constantes na fiscalização, pois os preços ao invés de caírem, sobem constantemente, com as mesmas empresas há décadas executando os contratos de prestação de serviços, fornecimentos de insumos, tecnologia e suprimentos, o que nos faz crer que nunca chegaremos a uma tarifa justa neste sistema atual, sem subsídios governamentais, com um negócio livre de riscos e fazendo a alegria do empresariado e a tristeza para o usuário curitibano do transporte público.

*José Carlos Chicarelli é ex-vereador e criador da CPI da Urbs/Transporte Coletivo

17 COMENTÁRIOS

  1. Onde está o onibus chamado propriedade do povo que na gestão JAIME Lerner e seus aliados foi entregue aos empresários do transporte coletivo que fazem o que querem onde está o ministério público e a Câmara dos vereadores para fiscalizar isto é uma vergonha no Boqueirão pela manhã o transporte coletivo é uma lata de sardinha assim como em outras linhas vamos cobrar isto das autoridades

  2. Onde está o onibus chamado propriedade do povo que na gestão JAIME Lerner e seus aliados foi entregue aos empresários do transporte coletivo que fazem o que querem onde está o ministério público e a Câmara dos vereadores para fiscalizar isto é uma vergonha no Boqueirão pela manhã o transporte coletivo é uma lata de sardinha assim como em outras linhas vamos cobrar isto das autoridades

  3. O prefeito nadegudo não apita nada, quem manda 100% na Urbs é o Geovan Geovaneds. A Urbs só serve pra tirar dinheiro, muito dinheiro, do povo e beneficiar meia duzia e outras coisinhas mais. Pode isso Arnaldo?

  4. Chicarelli como vereador foi um ótimo dentista. Como vereador ele também usufruiu das benesses do cargo e agora paga de bom moço. Se com a URBS está ruim acabem com ela e entreguem para os empresários, ai sim vão ver o que é decadência. Se não sabem a função dos órgãos fiscalizadores e de regulação não se metam. Acabem também com o Procon, com a vigilância sanitária, o Inmetro etc. Povo inocente.

    • O Chicarelli não foi oposição e foi sacaneado pelo Gustavo Fruet? Me lembro que ele fez severas críticas a Urbs, a gestão do Fruet e não o apoiou na reeleição. Então, acho que ele foi um excelente vereador. Não foi como o Pier, o Zeglin, o Kuzma, o Pedro Paulo, o Salamuni, o Stica e outros da base aliada do prefeito.

  5. Conheci o trabalho do ex ver Chicarelli foi oposição NÃO tinha cargos na regional..
    Nem outras bebenéficas do governo Fruet
    Teve coragem de criar uma cpi da Urbs e nos ultimos 30 anos os vereadores NÃO conseguiram emplacar nenhuma CPI e o Chicarelli consegiu

  6. Chicarelli tem meu apoio
    Teve coragem de denunciar varios superfaturamentos na camara
    Senpre foi oposição da Urbs na gestão Fruet .
    Não tinha privilégios

  7. O Chicarelli foi atento quando descobriu a suspeita sonegacao de ISS das empresas de onibus quando o ex prefeito Fruet relatou o fato em entrevista ao vivo
    Fato este de eventual sonegação que deu origem e conseguiu audaciisamente treze assinaturas e emplacou uma CPI da URBS coisa que nenhum vereador consegui e tambem nao tiveram coragem de fazer

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here