Ney Leprevost e Delegado Francischini acusam assessor de Rafael Greca de disparar “fake news”

Rafael Greca e Adalmo Alves (Foto: reprodução)

A eleição de 2020 nem entrou na fase de campanha e a primeira acusação de “Fake News” foi feita, hoje, pelos pré-candidatos Ney Leprevost (PSD) e Fernando Francischini (PSL), contra um assessor do prefeito Rafael Greca (DEM) e presidente estadual do PRTB do Paraná, Adalmo Alves.

Alves teria disparado através do aplicativo whatsapp, em pleno horário de expediente (10h51), injúrias contra Leprevost e Francischini.

As mensagens foram disparadas pelo número (41) 99xxx-0531, que seria do presidente do PRTB – cujo nome aparece na relação de servidores da Prefeitura de Curitiba, no site da própria prefeitura, como detentor de cargo em comissão no gabinete do prefeito, com jornada de 8 horas diárias. Em mensagens divulgadas, ele se intitula “assessor político” do prefeito (como se vê na imagem abaixo).

A assessoria jurídica de Leprevost informa que tomará todas as medidas cabíveis, e que de imediato notificará a Delegacia de Crimes Cibernéticos. Além disso, por se tratar de servidor público em horário de expediente, também acionará a Procuradoria de Proteção do Patrimônio Público do MP-PR.

8 COMENTÁRIOS

  1. Esse Adalmo é um assessor sem credibilidade nenhuma, traiu o presidente do partido dele Geonisio Marinho,foi acusado uns tempos atrás de colocar fogo em um depósito de colchões para receber o seguro,além disso,deu o nó até no apresentador Roberto Aciolli,Ney Leprevost e Delegado Fernando Francischini não devem nem perder tempo com um cara desses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here