Alep inicia período legislativo com obras de modernização estrutural

Assembleia Legislativa do Paraná (Foto: Kleyton Presidente/Alep)

A Assembleia Legislativa do Paraná irá investir mais de R$ 3 milhões em obras de modernização com o objetivo de reformar estruturas defasadas ou deterioradas, garantindo mais segurança e melhoria no atendimento à população.

Entre essas obras está a construção de um novo elevador panorâmico no prédio Trancredo Neves, que abriga os gabinetes parlamentares, com um custo de R$ 1,7 milhão, além da reformulação do sistema de som do Plenário e a implantação de um restaurante para servidores e a população. Reformas no prédio administrativo também estão previstas para 2020.

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano (PSDB), diz que os investimentos são uma questão de necessidade e segurança. “As obras são necessárias. A Casa existe há 60 anos, o número de pessoas que aqui transitam aumentou sensivelmente. Temos uma estrutura antiga com sérios problemas de toda ordem. Os prédios precisam, ao longo do tempo, passar por melhorias. O elevador é um desses casos. Há uma cobrança terrível por parte de quem frequenta a Casa devido a demora dos elevadores. Nós precisamos inovar, melhorar o funcionamento do Legislativo”, explica o presidente. “Se olharmos as melhorias que estamos implantando, desde o sistema de som do Plenário até a questão da informatização, os avanços são grandes”, completa Traiano.

O primeiro secretário da Assembleia, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), responsável pela gestão administrativa e controle do orçamento da Assembleia, destacou que essas intervenções fazem parte de um pacote de obras de modernização da estrutura física do Legislativo previstas para 2020. “A Assembleia tem um volume muito grande de pessoas que circulam pelo prédio dos gabinetes e precisamos de instalações adequadas. Além disso, nossas estruturas ficaram muito tempo sem manutenção. Cito como exemplo o prédio administrativo. É visível que precisa de reparos. As pastilhas e os revestimentos estão caindo. Nós vamos recuperar isso. Também temos outros problemas como a rede de internet, o ar-condicionado, o sistema de som não é o mais adequado, entre outros. Temos que modernizar nossa Casa. É um patrimônio do povo. Faremos tudo com muito zelo e estudo para que possamos realizar os investimentos necessários”, diz Romanelli.

Estudo – O prédio administrativo, tombado pelo patrimônio histórico, inspira preocupações. Um laudo técnico encomendado pelo Legislativo apontou uma série de problemas na estrutura do local. O estudo foi realizado por uma empresa curitibana que possui corpo técnico especializado na realização de projetos de restauro e execução da obra de restauração. Entre os problemas encontrados estão rachaduras e fissuras, perda de reboco, deterioração das esquadrias metálicas, problemas no revestimento e pintura, além de sujeira e ações passadas que descaracterizaram a fachada original do edifício. Com base nos apontamentos do laudo, será elaborado o edital de licitação da obra. A previsão da Assembleia é de que as intervenções ocorram ainda este ano e que os editais sejam lançados em breve.

De acordo com a conclusão do arquiteto responsável pelo laudo, o prédio vive um “momento crucial para sua preservação. Apesar de existir, notadamente, uma tentativa de manutenção constante, até porque o prédio possui uso corrente, as ações realizadas vão contra as boas práticas de conservação e de proteção do patrimônio histórico”. Ainda de acordo com o laudo, “as condutas realizadas não são corretas, acontecem de forma aleatória, procuram superficialmente frear a ação do tempo, mas por muitas vezes acabam por acarretar outras patologias as vezes ainda mais prejudiciais para o edifício”.

Devido a isso, duas ações são necessárias. A primeira é uma intervenção emergencial para conter o avanço dos principais problemas. Em um segundo momento será necessária a realização de uma ação planejada para um projeto de restauração. O objetivo é realizar uma manutenção preventiva que mantenha as características e condições de preservação do monumento. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here