MDB vai lançar candidaturas com mandato coletivo

Larissa Esteves Maftum, José Carlos Chicarelli, Maria Clarice Piotto e Luciano Cajuru (Foto: divulgação)

A descredibilidade ao acesso convencional dos representantes políticos na esfera pública está fazendo surgir em Curitiba uma nova maneira de representação política na Câmara de Vereadores: o mandato coletivo ou compartilhado.

Apostando em um modelo onde o político se compromete a dividir as responsabilidades do mandato com um grupo de voluntários, como compartilhamento de gestão, fez com que duas mulheres do novo MDB se unissem para apostar na forma de covereadores: Larissa Esteves Maftum e Maria Clarice Piotto pretendem disputar a eleição de quatro de outubro de 2020 apostando nessa fórmula.

As candidaturas irão reunir um grupo de 10 militantes da causa do Esporte e da Educação para testarem o conceito.

O formador da chapa do MDB, o ex-vereador José Carlos Chicarelli, acredita que o partido deve lançar pelo menos outras três candidaturas coletivas, já testadas em outras capitais do Brasil, por contribuírem na formação de novos nomes, dispostas a renovarem a Câmara Municipal de Curitiba com novos ideias e para o aperfeiçoamento da democracia curitibana.

10 COMENTÁRIOS

  1. É importante que todos tenham níveis equivalentes, formação e acima de tudo respeitem o voto e a confiança depositada, não seja como o senhor prefeito e seus miquinhos pensam que são os donos da cocada

  2. Idiotice total estelionato eleitoral fazendo chapa só para eleger o Chicarelli como sempre vendo chapa luciano ,em troca de cargo na ALEP está lotado no gabinete do Deputado MDB

  3. Conheço bem o Chicarelli
    Sempre parricipou de montagem de chapas vitoriosas que elegeram vereadores com baixa votação
    Em média 3 mil votos. E na maioria das vezes ele não se elegeu, pois ele é honesto no que faz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here