Antifas atacaram defensor de candidatura de Jair Bolsonaro

Professor Galdino (Foto: CMC/Arquivo)

Recentemente a Gazeta do Povo publicou uma matéria mostrando casos de ataques nazistas e fascistas durante o período eleitoral do ano passado, em várias cidades do Brasil, mas omitiu um ataque de grupo de esquerda anti-facista, o principal atraque ocorrido em Curitiba, a agressão ao ex-vereador Professor Galdino (PSL), candidato a deputado estadual, que defendia a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL).

Galdino enfrenta as consequências do ataque até hoje: anda com auxílio de uma bengala, tem dores em um dos joelhos e na vértebra fraturada, e não consegue repetir movimentos, como as tradicionais danças e as corridas pelas principais vias da capital paranaense.

Alguns médicos aconselharam a Galdino, caso resolva entrar na disputa municipal, vai precisar de uma cadeira de rodas para aguentar o tranco – os dois agressores não foram presos ou condenados e já foram vistos frequentando algumas regiões da cidade.  

5 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here