Pais acusam professora de incentivar meninos a brincarem de princesa

(Foto: reprodução)

Segundo denúncias de pais da Escola Municipal Lapa, no bairro do Boqueirão, uma professora da rede municipal de ensino está sugerindo aos alunos que meninos podem brincar de princesa, sem antes discutir com os pais o tema polêmico

Um texto, o motivo da polêmica, foi extraído do site Catraca Livre e entregue para turmas de estudantes de nove anos, o que revoltou os pais, que estão dispostos a levar o problema adiante, com manifestações e exigindo a imediata demissão da incentivadora – caso seja mantida, pretendem fazer um movimento para esvaziar o estabelecimento de ensino a ponto de inviabilizar o funcionamento, além de realizar protestos no Palácio 29 de Março contra a política educacional do prefeito Rafael Greca (DEM) e da secretária municipal de Educação, Maria Sílvia Bacila.

Secretaria de Educação justifica o trabalho:

A atividade fez parte de um trabalho para desenvolver nos estudantes criticidade e cidadania. Esse trabalho foi repassado em reunião de pais no dia 3 de outubro. Os pais ficaram satisfeitos e na oportunidade não houve questionamento.

21 COMENTÁRIOS

  1. A política educacional do Brasil está um lixo, assim como a de Curitiba. Deixaram a esqueda dominar tudo. Agora precisam mudar tudo. Recomeçar sem essa turma que deseja crianças achando que tudo é natural.

  2. Então quer dizer que para meu filho rer ensino religioso eu preciso assinar um termo autorizando… Mas para que meu filho seja incentivado a ser uma princesa eu tenho que achar bonito??

  3. É bem bloguezinho mesmo, a família procurou a professora ? BUSCOU ESSE BLOGUE CARNICEIRO…eu se fosse essa professora processava a família e esse reporter

    • Seria bom, assim os professores de esquerda iriam assistir um debate jamais imaginado. Mas uma coisa é certa, ninguém pode impor nada aos meus filhos, nem incentivar brincadeiras que os levem achar comum cenas deploráveis de ataque aos valores cristãos.

  4. Pessoalzinho INDECENTE, querem violentar nossas crianças INOCENTES. Vermes que se declaram DOCENTES, mas na verdade são “professoras de adolescentes”, como definiu o Google – bem a nossa frente.

  5. Interessante isso não? Um texto muito bem formulado sendo distorcido…. acredito que alguns pais precisam voltar para escola e ter aula de interpretação de texto….. kkkkk o geração nuttela!
    Será que essas famílias tão preocupadas com a educação de seus filhos, ao menos participam da associação de pais, se interessam em promover algum evento para arrecadar fundos para escola? Ou apenas depositam seus anjinhos na escola, preferencialmente em período integral e as professoras que se virem???

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here