Vereador é acusado de boca de urna na eleição do Conselho Tutelar

Rogério Campos (Foto: Facebook)

Pegou mal o cancelamento da eleição do Conselho Tutelar de Curitiba e pode sobrar para assessores da FAS, que auxiliaram o Comtiba (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) a organizar o pleito – há risco também de Thiago Ferro, presidente da Fundação de Ação Social, perder o cargo pela desorganização.

Para piorar o clima dentro da entidade, as redes sociais estão aquecidas com denúncias e dúvidas dos participantes, já que alguns envolvidos tem ligação com a gestão do prefeito Rafael Greca (DEM).

Em uma rede social, o vereador Rogério Campos foi acusado de fazer boca de urna, na Regional do Tatuquara, onde a mulher concorria a uma das vagas, o que causa no mínimo constrangimento para a atual administração, por não ter sido retirado do local de votação.

4 COMENTÁRIOS

  1. Esse grequinha está saindo melhor do que a encomenda… É maçaneta desenhada pela esposa… é água mineral caríssima… é FAS que não resolve o problema dos moradores de rua e nem consegue organizar uma eleição do conselho tutelar… é secretário pixuleco andando em carro da Cotrans… Tá ficando feio na fita Greca!

  2. Vai lá Rogério Campos, a eleição é no ano que vem. Quero ver como você vai fazer. O PSC não tem chapa. Você e o Walmir vão fazer escadinha para eleger o Mestre Pop.

  3. Ai não rola Greca. Precisa cortar cabeças, isso é uma vergonha para Curitiba, única capital a anular a eleição para o Conselho Tutelar, por suspeita de irregularidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here