Deputado londrinense, da Comissão de Mortos, faltou a 76% das audiências de Direitos Humanos

Filipe Barros (Foto: Agência Câmara)


informação da coluna de Guilherme Amado aponta que o recém-nomeado para a Comissão de Mortos e Desaparecidos Políticos, o deputado federal londrinense Filipe Barros (PSL) faltou a 76% das audiências públicas da Comissão dos Direitos Humanos e Minorias da Câmara.

Das 25 reuniões, o deputado faltou em 19, sendo que em 18 não justificou sua ausência.

Uma das justificativas para Barros ter sido escolhido pela ministra Damares Alves para a Comissão de Mortos e Desaparecidos foi justamente o fato de ele integrar a Comissão de Direitos Humanos da Câmara.
Apesar de não obrigatórias, as audiências públicas servem para discutir temas referentes aos direitos humanos e muitas vezes são usadas para debater com especialistas os projetos que serão votados pelo colegiado.
Em resposta, o deputado afirma que “procura não faltar a nenhuma das reuniões ordinárias deliberativas, nas quais se decide os projetos que tramitam na comissão”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here