Moratória argentina deve trazer pressão ao endividamento em dólar de Curitiba

A moratória na Argentina pode trazer mais pressão ao dólar e como consequência elevar o endividamento de Curitiba por conta dos pedidos de empréstimos contraídos na gestão de Rafael Greca (DEM).

Nos últimos dias, o valor da moeda americana chegou a bater em R$ 4,19 – Greca e os próximos prefeitos vão ter que acordar rezando para os anos passarem com rapidez.

Ontem, a moeda fechou a R$ 4,158, mesmo depois do leilão extraordinário, à vista, de US$ 1 bilhão realizado pelo BC.

Hoje, a cotação começou estável, em R$ 4,15.

No últimos 30 dias, a moeda americana acumula alta de 8,8%, a segunda maior, atrás apenas da Argentina, onde a desvalorização do peso chega a 28% em agosto.

(Marcello Casal Jr./Agência Brasi)

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here