Estado reforça ações para garantir o equilíbrio financeiro

Reunião de secretariado. Curitiba,27/08/2019 Foto:Jaelson Lucas / AEN

O Governo do Paraná deve reforçar a atenção para manter o equilíbrio das contas públicas em função do crescimento real da folha de pagamento dos servidores inativos (7% ao ano) e ativos (5% a.a.) em relação ao desempenho da receita líquida do Estado (4,4% a.a.).

O alerta foi feito pelo secretário da Administração e da Previdência, Reinhold Stephanes, nesta terça-feira (27), durante reunião do secretariado coordenada pelo vice-governador Darci Piana.

Hoje, a folha mensal do Poder Executivo é de R$ 1,2 bilhão ao mês para ativos e de aproximadamente R$ 700 milhões para inativos.

Atualmente o Estado tem 153 mil servidores ativos, 81 inativos e 19 mil pensionistas mas, de acordo com Stephanes a estimativa é de que até 2021 o número de servidores inativos, civis e militares, ultrapassará o número de ativos no Estado.

Ele ressaltou que o gasto com aposentados e pensionistas já saltou de R$ 6,6 bilhões, em 2014, para R$ 9,4 bilhões em 2018.

Stephanes disse acreditar que, além da política rigorosa de austeridade e de redução do custeio da máquina pública, a melhor forma de estancar as despesas correntes é incluir estados e municípios na Reforma da Previdência, em trâmite no Congresso.

O secretário explicou que o crescimento da despesa com pessoal independe do volume do aumento do quadro funcional.

“É um crescimento vegetativo, que acontece em qualquer hipótese”, afirmou o secretário, destacando que quando uma pessoa se aposenta, outra tem de entrar no lugar.

“Aí são dois pagamentos”, afirmou Stephanes..

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here