Decisão da 2ª turma do STF de manter Lula preso prova existência da Justiça

A segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou habeas corpus para soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex onde morava, em São Bernardo do Campo, em São Paulo.

Os ministros Edson Fachin, Cármem Lúcia e Celso de Mello foram os votos contrários a liberdade de Lula.

Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes, os favoráveis.

Para encerrar o capítulo só falta arquivar a suspeição contra o ex-juiz Sérgio Moro que teve coragem de enfrentar todo o lobby petista pela não condenação do ex-presidente.

Segunda Turma do STF (Foto: STF/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here