Disputa jurídica pela vaga do PDT na Câmara de Curitiba

A decisão do vereador Professor Matsuda de deixar o PDT, para disputar a eleição do ano passado pelo PPL, está provocando a alegria de bancas de advogados eleitorais de Curitiba, após o pedido da vaga pelo terceiro suplente, Dalton Borba.

Para tentar evitar ou atrasar o julgamento pela Justiça Eleitoral, Matsuda contratou Luiz Fernando Pereira, o Pereirinha, que evitou a cassação da vereadora Kátia Dittrich (SD) com uma manobra jurídica, acusada de “rachadinha” por comissionados indicados no gabinete, por uma caminhonete de dinheiro.

Professor Matsuda (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here