Curitibanos querem pavimentação, lombadas, iluminação e saúde

Os problemas do asfalto não são novidades na capital do Paraná e as sugestões dos curitibanos no levantamento da Câmara Municipal de Curitiba, para a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), estimada em R$ 9,4 bilhões em 2020, coloca a pavimentação em primeiro lugar das demandas, mas lombadas, iluminação e médicos nos postos de saúde entram no rol das mais pedidas.

O número de participações, 470, mostra que a maioria da população anda desacreditada com a classe política, principalmente após os escândalos envolvendo os governos de Lula (PT), Dilma Rousseff (PT), Michel Temer (MDB) e Beto Richa (PSDB) e que acabam colocando os políticos no mesmo balaio.

A classe média não entende como a recuperação asfáltica de ruas, como a Silva Jardim, porta de entrada para quem chega de ônibus do interior do Paraná, na altura da Praça da França – revitalização realizada no governo do ex-prefeito Gustavo Fruet (PDT) – ainda tenha lombadas na pista da direita, devido ao serviço ruim da empreiteira contratada pela prefeitura há quase sete anos, sem que a administração do prefeito Rafael Greca (DEM) coloque um ponto final na agonia dos motoristas que usam a via.

Recuperação asfáltica (Foto: CMC/Arquivo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here