Polícia faz operação contra suspeitos de causar prejuízo de R$ 125 milhões ao Paraná

Sede da Polícia Federal em Curitiba(André Richter - Enviado Especial da Agência Brasil/EBC)

O G1 Paraná informa que a Polícia Civil deflagrou uma operação, na manhã desta terça-feira (28), contra suspeitos de causar prejuízo de mais de R$ 125 milhões ao Estado do Paraná. São investigados crimes que, segundo a polícia, foram praticados por pessoas ligadas à JMK, que é a empresa responsável pela manutenção dos veículos oficiais do governo estadual.

Até pouco antes das 7h, 14 pessoas tinham sido presas, entre elas, o dono da empresa. Algumas prisões, como a do proprietário da JMK, foram realizadas em Curitiba. Até a última atualização desta reportagem, não se sabia se houve prisões em outras cidades.

Ao todo, há 15 mandados de prisão temporária e 29 mandados de busca e apreensão, de acordo com a Polícia Civil.

Outras ordens judiciais determinam o bloqueio de contas bancárias, além da apreensão de 24 carros de luxo que era usados pela organização criminosa.

G1 tenta localizar representantes da JMK para comentar a operação e também o advogado do dono da empresa.

Os mandados da operação, batizada de “Peça Chave”, foram expedidos pela 8ª Vara Criminal de Curitiba. Mais de 100 policiais participam da ação.

Conforme a Polícia Civil, a investigação mostrou que os responsáveis pela JMK estabeleceram um sistema que envolvia a falsificação e a adulteração de orçamentos de oficinas mecânicas para aumentar o valor do serviço prestado. Assim, havia superfaturamentos que chegavam a 2450%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here